sexta-feira, 6 de março de 2009

Não deixem que a memória se apague...

8 comentários:

Maria disse...

Repara, a maioria dos nossos conterrâneos vê os nossos antepassados celtas como bárbaros, primitivos e ignorantes, vivendo num mundo onde a vida era desagradável, brutal e curta. Não têm qualquer vislumbre daquilo que os celtas chamavam o Espírito dos Antepasssados, e muito menos do Espírito da Tribo (que são coisas distintas). Que se há-de fazer?...

Como se pode falar dos Antepassados a pessoas que encaram alegremente a ideia de que a vida deles não passa de uma linha recta, que começa com o seu nascimento e termina na sua morte, sem nada antes e depois? Quanto muito, dir-nos-ão que outras linhas identicas se cruzam com as deles, nada mais. São pessoas desligadas! Desligadas da espiral da vida da tribo e dos antepassados. Desligadas do contínuo circulo que começa a cada anoitecer, que cresce com a madrugada e com o meio-dia e que volta ao ponto de partida com o novo pôr-do-sol. Desligadas das estações e da roda do ano. Desligadas de quaisquer ritmos cósmicos. Desligadas da natureza.

Que se há-de fazer?...

Eu tenho pena que essas pessoas não possam abraçar a sua verdadeira identidade. Tenho pena que não conheçam a sua herança. Mas, não me parece que a memória não se possa perder. Há uma máxima druídica que diz que "a verdade está escrita nas pedras". O Espírito dos Celtas, o nosso velho Espírito da Tribo continua com a força de sempre. A memória não se perde... :)

Para terminar, vou-te contar um sonho que tive há uns dias: estava a sonhar com a minha clareira, quando apareceu lá um cão enorme que me agarrou com os dentes por um pulso e me obrigou a segui-lo. Levou-me à citânia de briteiros. Fizemos o meu percurso habitual pela citânia, com a diferença que no meu sonho não estava em ruínas. Levou-me à enorme casa circular e deixou-me lá no meio. Uma das pessoas que lá estava olhou para mim e disse-me com um sorriso que eu andava a esquecer-me do Espírito da Tribo. Acordei de imediato. Pensei que, de facto, era verdade... ;)

O Galaico disse...

Ola Maria!

Como disse um certo autor: " Os humanos esqueceram-se de como se vive no mundo".

O nosso papel pode passar, cada um à sua maneira, por tentar mostrar outras dimensões do mundo em que vivem...

Belo sonho... E sempre oportunos..

Tens sorte em ser guiada desta maneira!

Anónimo disse...

Bom video, com bonitas imagens.

Realmente temos algumas origens celtas, mais iberos, romanos, visigodos, suevos, galaicos, celtici, lusitanos e demais tribos que fundaram o nosso amado PORTVGAL.

No entanto a galiza apesar da semelhança cultural e do património partilhado é espanhola, somos irmãos deles sem duvida, tal como o somos dos castelhanos.

Glória antiga volta para nós!
1143

Amil Couto disse...

Senhor Anonimo:
A pesar da semelhança cultural Galiza e espanhola? E como lhe dizer a um nor-irlandes catolico, que pesie a sua semelhança cultural com Irlanda ele nom e mais que um britanico.

Anónimo disse...

este anonimo portuguesista quer é dar a entender que os galegos sao tao irmaos quanto os andaluzes, castelhanos e catalaes, sao espanhois e primeiro devemos olhar po algarve e centro.

enfim, quer é atirar areia pos olhos como fazem ao povinho, mas aqui estamos informados e ninguem cai nessa.

os galegos nao sao irmaos do Norte de Portugal, sao o mesmo povo.
Ambos somos Galaicos, não é como o teu pseudo-portugal que além de ter Galaicos tem outros povos primos afastados, como lusos e algarvios e portanto não é uma naçao de verdade.



A Galiza e o Norte sao Galaicos.
Devemos é olhar para o resto da Peninsula como se fossem outro país, outro povo, que é a realidade, mas pouca gente o faz.

O Galaico disse...

Sr. Anónimo,

De facto os Galaicos são um povo que se desenvolveu desde há milhares de anos.

No entanto não esqueçamos que o centro e sul de Portugal falam a língua GALAICA e que grande parte do repovoamento feito por D.A,Henriques foi feito através de Galaicos de ambas as margens.

Na minha óptica, os Galaicos estão divididos por uma fronteira administrativa imaterial mas o centro e sul de Portugal é uma produção Galaica e, logo, deve-ser considerada como o mesmo país.

Isso sem contudo misturar conceitos de forma nacionalista. Quando se fala em POVO, os POVOS fazem parte de escalas regionais e não por fronteiras imaginadas...

cavacjose disse...

Olà ! hà aqui pessoas que querem fazer do Norte de Portugal + a Galicia = um povo galaico !
Nao é tao simples ! De certeza que os portugueses do Norte e os galegos sao bastantes proximos , na cultura e na etnica !

Na verdade : As naçoes "celticas" sao geneticamente (etnicamente) pouco celtas !

Os irlandeses , os écosseses , os galegos e outros espagnois , os portugeses , os bascos : tem muita semelhança genetica entre eles todos !

Porqué ? porque todos eles e sobre tudo os bascos !
tem uma base genetica importante e muita antiga ,do periodo do paleotico(homo sapiens cromagnon !)

Esses homens de cromagnon , durante o periodo de gelo na Europa (préhistoria), se refugiaram em primeiro no pais basco e arredores ,

depois de o fim desse periodo de gelo , esses homens e mulheres da préhistoria ,colonisaram pouco a pouco toda a Europa atlantica (da Peninsula Iberica , da França e Grande-Bratanha).

cavacjose disse...

Eu sei que na peninsula Ibérica hà pessoas que se dizem descendentes com uma base importante ! dos celtas ou dos lusitanos ou dos mouros ou dos celtiberes !
Hoje em dia hà varios estudos(publicados na internet) , sobre a genetica de diversas populaçoes europeias :
genetica dos portugueses , genetica dos bascos , genetica dos povos " celtas "(bretoes ,irlandeses, escosseses) e etc...

Eu vos convido a todos a pesquitar sobre esse assunto !
porque a genetica nao mente !

os resultados geneticos afirmam que os portugueses ,como os outros povos da Europa Atlantica ,
tem uma importante base genetica paleotica(ancestrais : homens cromagnons das cavernas) ,
depois vem os outros nossos ancestrais : celtas , iberos , germanos , mouros , judeus e etc...